Sem calcinha na escola

Vc já foi sem calcinha pra escola? Conta como foi

Como vc se sentiu. Vc foi flagrada por alguém? Foi de shortinho ou de saia ou minissaia?
Rapazes, contam também, se vcs sabem de histórias de meninas que foram sem calcinha pra escola ou faculdade.

Resposta: Adoro ir de shortinho sem calcinha, me sinto mais livre e mais perto de rapazes gostosos, se a gente conversa. Na minha escola as meninas devem vir de shortinho, mas às vezes ignoram e vêm de saia. Já fizemos apostas, eu e duas amigas, para virem de saia sem calcinha. E uma vez meu primo, que descobriu, disse que iria convidar para assistir um filme em Sete Lagoas, indo de moto para lá, a quem viesse sem calcinha e com a menor saia.
Ganhei a competição, mas quando sentar, não consegui facilmente colocar a saia assim para ninguém ver nada. Claro, que na sala se olha pra frente, e tb a mesa protege, mas tive preocupação o tempo todo para esconder a minha bucetinha. Essa preocupação me atrapalhou um pouco, mas além disso foi muito excitante, e quando vi as amigas, sabia logo que iria ganhar o prêmio e fiquei muito excitada e feliz na escola.

d 61

Adoro andar sem calcinha

Leia um trecho do livro “Petala, a puta perfeita”:

Na escola muitos colegas já sabiam que eu fazia programa e me consideravam uma puta, que não precisa ser respeitada. Quando quiseram, me levavam para o banheiro e me enfiavam dedos ou mandavam-me chupar ou até me estupravam. Nunca reclamei, porque não queria uma investigação que mostraria para todos, que eu era uma prostituta. Quando me levavam para banheiro, descobriram as marcas fortes dos açoites. Um rapaz de 16 anos se interessou muito por mim e os açoites, e contei-lhe de minha vida. Falei que, se ele me ajudasse de matar os dois perversos, eu viraria a puta dele e trabalharia para ele. Ele disse, que iria nessa noite com cinco garrafas de conhaque e duas piriguetes bem piranhas para a casa dos dois irmãos. Os irmãos iriam ficar bêbados, e o rapaz e as piriguetes iriam se retirar, depois de me liberarem, caso que fosse novamente amarrada. Chupei o rapaz cheia de gratidão.

na 56

wa 14

Meninas evangélicas são muitas vezes vítimas nas escolas, porque os rapazes sabem que elas são meigas e submissas. Ao contrário de outras meninas não gritam, batem o pé, brigam ou mostram birra, mas são afáveis e boazinhas.

Mesmo sendo forçadas elas tentam a obedecer e cooperar para fazer um bem aos que a atacam, abusam e estupram. O problema é que os rapazes ficam impunes e sentem se encorajados para fazer o mesmo com outras meninas evangélicas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s