Arquivo da categoria: evangélica

Por que as evangélicas gostam de sair sem calcinha?

pir 416

Análises psicológicas e sociológicas

  1. Desejo suprimido faz que pensam o tempo todo nele.

  2. Maior espiritualidade implica mais sensualidade

  3. Cantar melhora o desempenho sexual e aumenta a sensualidade

  4. A famosa submissão e meiguice das evangélicas surte o desejo nelas de serem acessíveis e abertas para os homens.

pir 420

pir 412

pir 417

pir 414

pir 413

pir 442

pir 439

 

1.Desejo suprimido faz que pensam o tempo todo nele.

Maria Eduarda era uma mulatinha linda de onze anos. Cantava com voz linda e obsequiou a todos com seu sorriso lindo e olhares amorosos de seus olhos castanhos. Já que ela cantava tão lindo, seu tio lhe deu de presente um violão. Ela começou a tocar, mas depois de três semanas a preguiça fez com que ela relaxou e treinou cada vez menos. Aí o pai dela proibiu-lhe de tocar violão, argumentando assim: “Você não valorizou, não aprende, então eu nem quero que você toque mais.”

Nos próximos dias ela pensou muitas vezes em seu violão, e o simples fato que lhe era proibido o tocar fez com que nela cresceu o desejo de tocar. Com o tempo ela achava que seria a coisa mais importante puder tocar, e começou a cantar seu pai para ele permiti-lo de novo. Mas ele cedeu só meses depois. Maria Eduarda recebeu o violão de volta e nunca mais esqueceu de treinar. Amou seu instrumento e virou uma musicista boa.

O mesmo acontece com outras coisas proibidas. Quando era proibido para os negros em alguns países de usarem os elevadores sociais, assim como certas outras coisas. Eles sentiam a maior vontade de usá-los. Hoje é liberado o uso, e a maioria nem se importa de qual tipo de elevador se usa.

Evangélicas crescem com muitas ideias que suprimem o sexo, o que os pastores colocam nas cabeças delas. Pelas proibições muitos desejos são despertadas. Por exemplo, se proibem o uso de prostitutas em um país, tanto mais os homens sonham em puder usar tais meninas. Quando sexo antes do casamento é proibido, a menina pensa tanto mais em sexo e sonha na noite de ter sexo com muitos parceiros, sendo ela até estuprada e abusada das formas mais variadas. Não adianta, então, proibir assistir pornô, porque na noite as meninas veem “filmes pronográficos” bem fortes em seus sonhos. Elas molham com isso, roçam seus peitinhos e suas bucetinhas no sono e acostumam-se assim à masturbação.

Uma coisa proibida ganha também um aspecto de aventura. Se uma pessoa mora em uma casa e um quarto é lhe proibido, a pessoa faz de tudo para puder ter acesso. Quando não tiver ninguém em casa, ela tenta entrar o arriscar pelo menos uma olhada por uma fenda ou uma janela.

Quando era proibido às meninas de mostrarem seus joelhos, elas tinham a maior vontade de mostrá-los clandestinamente, e os rapazes tinham a maior vontade de vê-los. Hoje, que é permitido, ninguém mais liga para joelhos.

Quando era proibido a Adão e Eva de comerem certa fruta, cresceu neles o desejo de comerem justamente esta fruta, embora que tivesse tantas outras.

Coisas parecidas acontecem também em prostíbulos e antigamente nas fazendas de escravas. Conhecido é um caso no Recife do século XIX, onde um fazendeiro, dono de quase mil escravos, viajou para a Europa e disse ao feitor que ficou no comando durante da ausência do dono: “Pode comer as escravas como quiser e dar a elas aos outros feitores ou visitantes assim como acha por bem. Mas não toque em minha escrava favorita.”

O feitor não achara essa menina tão bela assim e sempre se perguntou por que o dono escolheu-a como favorita. Mas com essa proibição começou a vê-la com outros olhos. Ela ganhou fascínio e ele montou uma cilada para ela, mandando a um negro forte e bonito para beijá-la. Depois puniu a menina por causa do beijo, alegando que estava defender os direitos de seu dono. Açoitou-a nua e aproveitou a posição indefesa da moça para tocar em seus peitos e entre suas pernas e enfiou-lhe até seus dedos. Não teve coragem de estuprá-la, mas depois essa ideia não saiu mais de sua cabeça. Teve medo do dono se estuprasse a escrava. Poderia ameaçá-la para não falar com o dono, mas teve medo que ela se abriria com o dono. Mas depois de alguns dias não aguentou mais e inventou um plano: organizou tudo assim que a moça cometeu outro erro e açoitou-a nua de novo. Depois de uns dez golpes bem dolorosas ela implorou e pediu para poupá-la ele propus: “Eu te poupo e pelo menos diminuo o seu castigo se você mostra submissão e me recebe com toda a dedicação e amor de uma escrava ao seu feitor.” A moça chorou mais alto ainda, mas depois de mais cinco açoites viu que não teve outra escolha. Assim o feitor usou a escrava que era ainda quente pelas chicotadas como um vulcão, e esta não podia deletá-lo, porque ela concordara com o estupro. Só por uma coincidência chegou tudo à luz, e o feitor foi mandado embora e a escrava cruelmente castigada e depois vendida a um puteiro para escravas negras e mulatas perto do porto, onde negras e mulatinhas novinhas foram estupradas o dia inteiro por marujos de todos os países.

Esses exemplos mostram: quanto mais proibido maior a atração.

Por isso andar sem calcinha para uma moça evangélica é um grande fascínio. Ela pensa muito sobre isso e também anda sem calcinha em seus sonhos na noite. Para uma católica não seria uma coisa tão estranha, já que quase todas as santas andavam também sem calcinha. Pois até o século XVIII a calcinha estava em desuso. Também as moças muçulmanas são acostumadas a andar sem calcinha. Nos países conservadores do islã, inclusive o Estado Islâmico, calcinhas são proibidas às mulheres assim como todo tipo de calça. As mulheres são controladas nisso pela polícia.

pir 445

2.Maior espiritualidpir 444ade implica mais sensualidade

Moças evangélicas são espirituais. Por isso envolvem seus sentimentos, sobretudo se são das igrejas pentecostais. Não são crentes frias, mas calorosas. Por isso são também quentes no sexo.

pir 441

3.Cantar melhora o desempenho sexual e aumenta a sensualidade

Moças evangélicas cantam muito. E o canto estimula os hormônios e a saúde. As vibrações do som produzido no próprio corpo mexem com as partes sensíveis do corpo como os mamilos dos peitos, o grelinho e a bucetinha em geral. “Colocar as cordas vocais para funcionar ajuda também na hora do sexo. Quem destrava a glote cantando faz a energia expressiva circular pelo corpo, beneficiando também a sexualidade.” Fonte: http://www.curtamais.com.br/goiania/especiais/conteudo/cantar-afinadinho-ou-nao-melhora-a-autoestima-e-ate-o-desempenho-sexual/2015-12-01

pir 446

4.A famosa submissão e meiguice das evangélicas surte o desejo nelas de serem acessíveis e abertas para os homens. Sabem que o homem quer e querem fazer-lhes favores em obediência.

Uma moça boa quer mostrar sua brandura, docilidade, meiguice, humildade e submissão. Moças do mundo arrotam arrogância, querem mandar no outros, e não obedecem. As evangélicas querem ser do contrário. Andando sem calcinha elas demonstram que são diferentes e prestes de se submeter a cada hora aos desejos do sexo masculino e perfeita submissão. Que testemunho mais bonito poderia ser uma bucetinha limpinha, depiladinha e acessível de uma moça meiga e boazinha?

pir 447

pir 440

Moças evangélicas podem dormir de calcinha?

pir 440

Moças evangélicas devem dormir sempre sem calcinha, ou será que tem exceções?

b 6

b 3

vy 042

vy 041

Como já foi mostrado em outros artigos, a saúde exige que o ideal é uma bucetinha descoberta, porque o tecido de uma calcinha, por mais leve que seja, facilita a formação de bactérias, fungos e micose. Se não for possível ficar de saia sem calcinha durante o dia, porque as necessidades do trabalho exigem uma roupa diferente, a mulher ou menina, que cuida de si com responsabilidade, deverá dormir pelo menos na noite sem calcinha.

Para moças evangélicas existe mais um aspecto. A evangélica quer ser submissa, dócil e meiga, e dormindo sem calcinha ela documenta que ela está acessível e não opõe resistência se pedem os seus favores sexuais. Um vestido curto, simples e leve sem calcinha é uma roupa digna de uma princesa durante a noite. Meninas pobres podem substituir tal vestido por uma camisa. Dormir toda nua também é uma alternativa sempre permitida; certamente Eva, a esposa de Adão, dormiu nua nos braços dele antes dele. Eles nem tiveram roupas no início, mas também depois da expulsão do paraíso dificilmente usavam camisolas na noite.

Existe muita confusão e pensamento errado nesse aspecto. Tem mulheres e meninas que pensam que fosse pecado dormir sem calcinha, outros acham que fosse pecado dormir com calcinha. Por isso colocamos aqui as regras:

  1. Pensando no dever de manter seu corpo em boas condições, sendo ele uma dádiva de Deus, mantendo assim também a beleza, que é um don de Deus, e praticando também a submissão e docilidade para com os homens a regra geral é dormir sem calcinha.

  2. Uma exceção é se o próprio marido, pai ou outro responsável ou superior manda dormir ou ficar com calcinha. Neste caso a obediência configura o valor maior, e mesmo se a menina adoecesse em função da obediência, a culpa não seria dela, mas do que mandou nela.

  3. Se a moça está dormindo em quartos com várias mulheres ou meninas como em retiros, encontros, festas de famílias etc. Para não incentivar outras meninas a pensarem em coisas homoeróticas ela pode vestir uma calcinha, desde que seu marido ou outro responsável não mande coisa contrária.

  4. Se a moça está dormindo sem roupa de cama como acontece em emergências, dormindo no terminal de ônibus, em um banco, no aeroporto, em coletivos etc., ela pode optar pela calcinha para proteger-se contra o frio e para não seduzir as outras pessoas, sobretudo porque no sono poderia acontecer que ela se mexe e o vestido sobe até a bucetinha ficar exposta a todos. Contanto que seu marido ou outro superior não mande coisa contrária, pode ela mesma decidir pelo próprio raciocínio, levando em conta que não seria desejável tentar outras meninas nem pessoas estranhas. 

    vy 036

  5. vy 040
    vy 035
    Pela maneira como se deita na cama uma moça evangélica pode demonstrar a sua submissão, acessibilidade e afabilidade.

    vy 043
    O jeito mostra: sou uma moça boa e a minha alma, meu coração, minha bucetinha, meu cuzinho e minha boca são abertas e sempre acessíveis.

Sem calcinha na escola

Vc já foi sem calcinha pra escola? Conta como foi

Como vc se sentiu. Vc foi flagrada por alguém? Foi de shortinho ou de saia ou minissaia?
Rapazes, contam também, se vcs sabem de histórias de meninas que foram sem calcinha pra escola ou faculdade.

Resposta: Adoro ir de shortinho sem calcinha, me sinto mais livre e mais perto de rapazes gostosos, se a gente conversa. Na minha escola as meninas devem vir de shortinho, mas às vezes ignoram e vêm de saia. Já fizemos apostas, eu e duas amigas, para virem de saia sem calcinha. E uma vez meu primo, que descobriu, disse que iria convidar para assistir um filme em Sete Lagoas, indo de moto para lá, a quem viesse sem calcinha e com a menor saia.
Ganhei a competição, mas quando sentar, não consegui facilmente colocar a saia assim para ninguém ver nada. Claro, que na sala se olha pra frente, e tb a mesa protege, mas tive preocupação o tempo todo para esconder a minha bucetinha. Essa preocupação me atrapalhou um pouco, mas além disso foi muito excitante, e quando vi as amigas, sabia logo que iria ganhar o prêmio e fiquei muito excitada e feliz na escola.

d 61

Adoro andar sem calcinha

Leia um trecho do livro “Petala, a puta perfeita”:

Na escola muitos colegas já sabiam que eu fazia programa e me consideravam uma puta, que não precisa ser respeitada. Quando quiseram, me levavam para o banheiro e me enfiavam dedos ou mandavam-me chupar ou até me estupravam. Nunca reclamei, porque não queria uma investigação que mostraria para todos, que eu era uma prostituta. Quando me levavam para banheiro, descobriram as marcas fortes dos açoites. Um rapaz de 16 anos se interessou muito por mim e os açoites, e contei-lhe de minha vida. Falei que, se ele me ajudasse de matar os dois perversos, eu viraria a puta dele e trabalharia para ele. Ele disse, que iria nessa noite com cinco garrafas de conhaque e duas piriguetes bem piranhas para a casa dos dois irmãos. Os irmãos iriam ficar bêbados, e o rapaz e as piriguetes iriam se retirar, depois de me liberarem, caso que fosse novamente amarrada. Chupei o rapaz cheia de gratidão.

na 56

wa 14

Meninas evangélicas são muitas vezes vítimas nas escolas, porque os rapazes sabem que elas são meigas e submissas. Ao contrário de outras meninas não gritam, batem o pé, brigam ou mostram birra, mas são afáveis e boazinhas.

Mesmo sendo forçadas elas tentam a obedecer e cooperar para fazer um bem aos que a atacam, abusam e estupram. O problema é que os rapazes ficam impunes e sentem se encorajados para fazer o mesmo com outras meninas evangélicas.

Aventuras sem calcinha: Meninas evangélicas contam

Meu primeiro namorado exigiu às vezes que eu o acompanhasse de saia curta ou vestido curto sem calçinha. Uma das primeiras vezes que saí a pedido dele sem calcinha fiquei com um vestido quase assim como na fotinha dessa comunidade, mas o meu era branco, um presente que meu namorado me dera um dia antes. Quando me sentei reparei logo, que seria muito difícil esconder a minha bucetinha. Teve que cruzar as pernas com muito cuidado, mas quando me levantar a bucetinha ficou sempre por um momento breve exposta. Assim não demorou e um rapaz me flagrou quando eu me levantei para dançar. Ele sorriu para mim, e eu sorri também, pensando que o sorriso iria comprar o silêncio dele, mas quando dançava ele deve ter contado aos amigos que eu estive sem calcinha.

Eles entraram logo na loucura e olhavam a mim babando, mas eu dancei e pensei que eles olhavam só as minhas pernas, mas na verdade eles esperavam por momentos, que o vestido se levantou um pouco ou que eu me baixava para poderem flagrar minha bucetinha nua ou pelo menos um pedacinho dela. Se excitaram mais e mais. Aí os amigos pediram bastante bebidas e tentaram fazer a mim e a meu namorado beber muito. Comecei a desconfiar do jeito deles e tentei beber lento, mas meu namorado caiu nisso. Depois ficou tão bêbado que os outros perguntaram a ele, se gostasse de meninas sem calcinhas, e ele se gabou e disse que gostaria muito e adoraria sair com meninas sem calcinha. Os outros perguntaram se isso não era coisa de puta, e ele falou alto: “Adoro sair com putas.”
Aí todos me cutucaram e perguntaram se eu seria uma puta assim. Sorri somente, mas meu namorado ficou doido e me mandou abrir as pernas. Obedeci, finalmente, e os rapazes enlouqueceram. Dois se ajoelharam na minha frente, prestes de me chuparem, mas outros falaram: “Aqui não, vamos levá-la para dentro.” A festa ficou na quadra de uma escola, mas algumas salas eram abertas, e eles me levaram para dentro. Me namorado ficou tão bêbado, que ele nem foi junto, e os rapazes fizeram comigo o que quiseram. (do comunidade “Confissões sexuais“, orkut)


wz-043Pir-061Vcs já foram flagradas de shortinho sem calcinha?

Contam de suas aventuras. (do orkut, da comunidade “Capô de fusca”

Muitas vezes rapazes ou tb meninas reparam que estou sem calcinha, porque uso shortinhos finos e colados. Mas normalmente não acontece nada, só que os rapazes dão mais atenção, gostam de dançar e mais. 

Mas no cinema é uma loucura. Se fico sem calcinha e com shortinho apertadinho e eles reparam nisso, sempre tem rapazes ousados que se sentem ao meu lado. Às vezes estou com uma amiga, mas eles compram pipoca ou coca-cola e pedem para sentar entre nós para dividir com a gente, ou usam outros pretextos. E quando tudo está escuro, ele começam a atacar e enfiar dedos por dentro de meu shortinho. Alguns chegam até a abri-lo. Sou educada e faço como não perceber e olho o filme, mas muitas vezes fico toda ensopada e os rapazes dos dois lados enfiam dedos em mim.

13df

wendy sample

chance

1123

1119

1121

fg

06

No cinema sem sutiã e sem calcinha. Vc topa?

Orkut, comunidade “Usar Blusa Sem Sutiã,O Que Há?

Fui uma aposta entre dois rapazes, qual das meninas iria fazer mais sucesso de blusa e minissaia no cinema, mas sem sutiã nem calcinha. Foram eu e uma colega, tb mulata, e nós duas sentamos em lugares diferentes e sozinhas. Não demorou, e rapazes sentaram aos nossos lados como se eles cheirassem a falta das peças íntimas. E isso, embora a luz no cinema é fraca.
Não demorou muito e eles atacavam, não gostavam muito de conversa. Quando descobriram que estávamos sem sutiã, eles se animaram muito e enfiaram a mão logo em baixo da camisa e deram essas massagens gostosas. Depois perscrutaram o resto do corpo, e quando reparavam a falta da calcinha, se excitaram ainda mais. Fiquei assistindo quase o filme todo com dois rapazes do lado mexendo comigo, e várias cenas do filme assisti com um ou mais dedos na minha bucetinha e no meu cuzinho, – foi difícil sentar desse jeito. O rapaz à minha esquerda foi um cara legal e bom colega, porque ele não ficou egoistamente o tempo todo comigo, mas chamou os amigos dele e eles se revezaram. Assim senti no filme todo mais ou menos 16 mãos de oito rapazes mexendo com meus peitos e muitos dedos entrando e saindo entre as minas pernas. Por isso o rapaz, que apostou em mim, ganhou e ficou orgulhoso de mim.

Já foi flagrada sem calcinha? Como foi?

Orkut, comunidade “não gosto de usar calcinha!!!

Conta das suas aventuras e experiências:

Adoro sair sem calcinha. Também já fui flagrada. Na escola fui flagrada três vezes, duas vezes por alunos e uma vez por um professor. Este me chantageou e tive que dormir com ele, – um dos alunos não fez nada, o outro aproveitou para ficar comigo, mas sem chantagem.

Também fui uma vez flagrada por uma senhora na igreja, que fez uma grande gritaria e me levou para o pastor. Este é um homem sábio e tranquilo; falou: “A Bíblia não proibe andar sem calcinha. Pelo contrário: Maria, Maria Madalena, Miriam, Rebecca e outras mulheres da Bíblia andavam sem calcinha. Importa só não mostrar para os homens, o que a menina tem em baixo da saia.”
Mas a senhora não se conformou. Aí o pastor falou: “A senhora gritou alto, assim que muitos homens agora sabem, que Ceyla está sem calcinha. Isso é seduzi-los a pensamentos pecaminosos, e a culpa é da senhora.” Fiquei feliz com a resposta, mas a senhora fez uma queixa à diretoria e veio um pastor do distrito para ouvir o pastor. Fiquei arrependida de ter causado tantos problemas para o pastor e fui pra ele depois sem calcinha para indenizá-lo, mas ele falou que eu sou certamente uma menina muito bonita e gostosa, mas que ele é casado e por isso não tem olhos para a beleza das outras meninas a não ser da sua esposa. Fiquei impressionada com a resposta.
Fui ainda flagrada por visitantes de meu patrão, se trabalho sem calcinha como empregada. Mas o mais ousado é ser flagrada sem calcinha no ônibus por rapazes que encoxam e bolinam as meninas.
Sou evangélica e não brigo nem faço escândalo, fico quieta, olho para baixo e deixo o rapaz agir. Mas posso dizer que tem rapazes ousadíssimos que não tem vergonha nenhuma de enfiar dedos em meninas sem calcinha no meio de um ônibus lotado. É incrível. Eu fecho os olhos para não precisar ver as senhoras hipócritas que em vez de olhar com cara fechada ao rapaz olham com raiva em mim, como eu fosse a culpada. Tem rapazes que socam em bucetinhas como com a mão no almofariz, sem dó, até a menina fica tão molhada que pinga no chão. Me seguro com as duas mãos, mas às vezes é difícil ficar em pé.

Cão experto identifica a cor de uma menina através do cheiro de sua bucetinha

Orkut, comunidade: “As Brasileiras são as + gatas!

Um cafetão aqui em Belo Horizonte tem um cachorro que acha negras ou mulatas entre brancas e outras. Eles testaram o cachorro numa festa, trancando sempre 5 meninas nuas sem calcinha em um quarto escuro sem janelas e com a luz apagada. Eram uma mulata ou negra e 4 brancas. Depois deixaram o cão entrar. Ele sem mais achou a respectativa negra ou mulata, e sempre cheirou as bucetinhas e lambou-as.
Evidentemente reconhece as meninas pelo cheiro e gosto das bucetas. Bucetinhas de mulatas e negras devem ter um cheiro diferente, só que seres humanos não reparam nisso, enquanto um animal com olfato melhor consegue distinguir.
Talvez acontece raramente, que um homem tem também esse dom, um olfato melhor.

big 001

Vc proveita meninas boas sem calcinha no cinema?

Orkut, comunidade: De Sainha sem Calcinha!!!

Gosto da sensação de sair de minissaia sem calcinha, é uma liberdade e uma sensação muito boa. Se vou sem calcinha no cinema não demora e um rapaz descobre e aproveita para atacar minha bucetinha com a mão, e à vezes tb o cuzinho. Muitas vezes a agitação chama a atenção de outros rapazes e eles não dão trégua, atacam sem dó. Quero ser uma menina boa e não grito nem faço escandalo, mas por isso tenho que assistir os filmes as vezes com mãos dos dois rapazes ao meu lado em baixo de minha saia e dedos dentro de minha bucetinha e à vezes até dentro do cuzinho. Será que isso é normal, o os rapazes aqui são viciados?

Me pergunto também, como eles descobrem sempre tão rápido, que estou sem calcinha. Será que uma menina sem calcinha exala um cheiro diferente? Qual é a sua experiência? O que vc faria comigo no cinema?

Dezinha o Cuzinho de Mel de Mantiqueira-087Dezinha o Cuzinho de Mel de Mantiqueira-236Sem calcinha no ônibus

de Dezinha, putinha gostosa de Belo Horizonte (site “Cuzinho de Mel“)

Fiz xixi perto da BR de Vitória pra BH na noite em uma parada de ônibus de meia hora. Vi que o banheiro feminino era sujo e resolvi ir pra mata. Era fácil porque estava de mini-saia. Quando eu fiz xixi reparei de repente, que alguém me observava. Fiz como não reparar nada e limpei com calma minha xaninha, com cuidado. Aí reparei que eram dois rapazes, eles se acercaram e perguntaram se podem ajudar. Um deles teve uma câmera na mão e disse que teria feito boas fotos que iria mostrar no ônibus. Eu pedi pra não fazer, e ele disse q não faria se eu mostrasse bem por perto como menina faz xixi, pra ele filmar, mas só pra ele em particular. Eu concordei. Quando abri bem minha xaninha os dois me agarraram, jogaram no mato e me estupraram. O mato era húmido por causa de uma chuva e desagradável. Depois deitei nas costas e um deles pegou meus pés e dobrou-os até que ficaram ao lado de minha cabeça. Assim minha bucetinha molhada e meu cuzinho ficaram totalmente expostos e indefesos. Seguraram meus pés com os sapatos deles e socaram em meus buracos com os dedos até eu fiquei toda encharcada. Tive que limpar os dedos deles lambendo-os e de lembrança me deram algumas tapas fortes na bunda nua e levaram minha calcinha embora. Correram pra o ônibus. Eu tive que fazer o resto da viagem sem calcinha e ainda viver com o fato que eles passaram várias vezes por meu lugar no ônibus dando sorrisos marotos.

Anúncio de Dezinha no orkut:

Dezinha o Cuzinho de Mel de Mantiqueira-014Dezinha o Cuzinho de Mel de Mantiqueira-105Dezinha, a garota perfeita para a sua festinha e outras ocasiões

1. Acompanho vc para festas e outros lugares, se quiser também sem calcinha

2. Danço funk, forró, axé e mais de minisaia sem calcinha em festas ou particular. Uma hora de fio dental R$ 25, sem calcinha R$ 50, 3 horas R$ 100. Com direito de dar tapas na bunda e a bolinar e apalpar a bunda, bucetinha e mais R$ 90 por uma hora e R$ 200 por 3 horas. Com direito de os espectadores tb apalparem as tetas e enfiarem um dedo na bucetinha ou cuzinho enquanto eu continuar dançando e rebolando R$ 120, 3 horas R$ 250 Posso vir tb junto com uma ou duas amigas, que cobrariam o mesmo. Se quiser posso tentar achar mais meninas.

Dezinha o Cuzinho de Mel de Mantiqueira-2583. Chupo grupos de homens e também mulheres em festas. Chupo nua e de joelhos. Chupo maravilhosamente bem e engulo tudo. Chupo nua e de joelhos, com toda a dedicação de uma puta submissa e obediente. Homens R$ 8, sem camisinha R$ 12, com engolir R$ 15. Mulheres R$ 8, com engolir R$ 12. Extras como puxar meus cabelos enquanto eu chupar, dar tapas na bunda nua, bolinar e apalpar a xaninha e os peitinhos, puxar o grelinho, beliscar a bunda e a xaninha, chibatadas, chupar com consolador ou garrafa enfiado e mais a partir de R$ 20. Descontos para grupos maiores. (Mais custo da passagem).

4. Trabalho com amor e dedicação. Sou obediente, lisa, nua, gostosa, depiladinha, submissa e evangélica.

Fotos nuas de mim em http://dezinha-puta-mais-gostosa-de-bh.webnode.com

wa-036

kjh
As bucetinhas das evangélicas costumam ser muito gostosas, porque elas cuidam de sua saúde corporal e espiritual.

Prostituta evangélica forçada a entrar sem calcinha no camburão da polícia

nan-001Nandinha-026Sexy mulata nua, morena, linda, gostosa, evangélica, submissa e boa-001Sexy mulata puta-006xoxota-320Testemunho de uma prostituta evangélica de Aracaju

Uma vez voltei de um aniversário de um colega em casa, indo junto com três rapazes e a três namoradas deles, mais eu e mais uma garota. Chegamos a uma rua onde a polícia fez uma investigação, e fomos parados. Tive a minha identidade comigo, e quando eles a checaram, veio, ao parece, logo a informação que faço programa. Pelo menos perguntaram se faço programa, e falei que já fiz. Eles me separaram dos outros e me investigaram se eu tivesse drogas. Fizeram-me entrar no carro deles e mandaram os meus amigos embora, mas estes falaram que queriam me esperar. Os policiais, entre eles também uma mulher, pediram para eu tirar a calcinha para me investigarem melhor. Foi a mulher que enfiou um dedo, mas teve homens presentes que viram tudo Depois falaram que teriam fazer a prova com a calcinha, se tiver traços de drogas. Levaram-me para a kombi que transporta presos, onde já teve três rapazes presos e me mandaram esperar lá dentro. Fechei as pernas para ninguém perceber, e eles conversaram só comigo. Falaram com meus amigos que eu seria presa, mas eles não queriam ir embora e mesmo assim me esperaram. Pouco depois outros policiais trouxeram mais um bandido. Ouvi como falaram baixinho para ele que não seria tão ruim lá dentro porque teria uma prostituta presa sem calcinha. Quando ele entrou ele logo falou: “E aí, gata, é você que é a piranha sem calcinha?”

Aí não teve jeito, eles me abusavam. Gritei, e eles tentaram fechar a minha boca, mas consegui gritar um pouco,  e meus colegas protestaram com os policiais e estes bateram muito contra a kombi, mas ficou nisso, e, entretanto os homens me amordaçaram com uma mão e outro começou a me estuprar. Depois eles tentaram de amordaçar-me com a cueca dele, e no segundo que tirou a mão gritei socorro. Ouvi meus colegas brigarem com a polícia e estes bateram de novo fortemente contra a kombi, mas isso só ajudou para abafar meus gritos, e quando acabou, a cueca já estava totalmente dentro de minha boca. O primeiro acabou comigo, e o próximo transou também, mas depois eles não prestaram atenção à minha boca e dei um jeito e consegui expulsar a cueca e gritei socorro de novo. Desta vez consegui gritar por várias vezes até eles me dominaram e amordaçaram de novo.  Meus amigos brigaram mais alto com a polícia, e estes batiam contra a kombi, e finalmente abriram a porta, bateram nos presos e em mim e me tiraram nua da kombi. Fiquei nua no meio da rua, até a mulher policial pegar minha roupa dentro da kombi e me devolver. Vesti-me em frente de todos, e a calcinha nem recebi. Os policiais falaram que isso acontece muito, que uma prostituta presa tenta seduzir os outros presos para chantagear vantagens e a ajuda deles. Depois falaram que podemos ir.  Falei ainda obrigada para eles e agradeci pela ajuda, mas foi na ironia. Espero que eles entendam. Mas sou grato pela solidariedade de meus amigos.

Leia mais em nandasaradona.webnode.com

(Em sinal de protesto minha amiga publicou essa história no facebook. Em resposta o facebook deletou o perfil dela.)

Um cliente por dia faz bem para qualquer mulher (?)

xu-002
“Um cliente por dia faz bem para qualquer mulher” disse o pai de Nadia, uma menina de 15 anos de Teófilo Otoni, MG, que descobriu que sua filha era uma piranha e se deu para muitos amigos. Os pais não gostaram do fato, mas se conformaram com o que já aconteceu. Só ficavam insatisfeitos porque os rapazes comiam a mocinha de graça. “Se pelo menos tivessem pago algo…” resmungavam, pensando na filha de um vizinho, que com 18 anos já sustenta a família com a beleza e os dons de seu corpo.

Assim foi estipulado que a menina pelo menos deveria ganhar algo em troca e levar o dinheiro para os pais, porque se trata de uma família com 5 crianças, e o pai ganha só pouco mais do que um salário. Falaram que ela deveria continuar a vida normalmente, ir para escola, igreja, amigos, praia e mais, só deve dormir com uma pessoa apenas, por dia, que pague R$ 20, no mínimo. “Um cliente por dia faz bem para qualquer mulher” disseram para ela. xo-002“Você transava quase o tempo todo com uma pessoa por dia.”

A piriguete respondeu: “Mas aí pelo menos podia escolher…”

“Poderia, mas não escolheu. Deixou qualquer um,” o irmão respondão de 14 anos se intrometeu.

“É verdade”, disse a mãe para consolar a filha. “E nem todos os clientes são feios. E se você é boa, já, já vai poder escolher também entre os muitos que te querem.”

Foi tudo falado, os pais satisfeitos, e a menina se conformou. Ficou até com certo orgulho, porque o pai falou “Um cliente por dia faz bem para qualquer mulher”, falando em mulher e não em menina. Se sentiu valorizada, de certa forma.

xo-001Nos primeiros três dias três dos vizinhos, que ouviram da notícia boa, comeram a menina. Um deles marcou logo para o fim de semana outro encontro, mas nos dois dias até lá ela ficou sem cliente, porque os colegas da escola e os amigos, que antes transavam tantas vezes de graça, não queriam pagar por sexo e preferiam pegar em outras meninas menos exigentes. Ficavam até chateados que ela não queria mais dar de graça. Falaram: “Você poderia muito bem dar para os amigos de graça. Depois você teria ainda tempo para pegar um cliente para você.”

Na outra semana um rapaz falou, que iria arranjar um cliente para ela, se ela antes transasse com ele. Mas ela não quis negociar e esnobou a oferta.

xo-005Na segunda semana ela conseguiu só dois clientes, e na outra semana só um. Mas os pais já compraram um novo televisor pensando que a filha ajudaria para pagar as parcelas, e quando chegou o dia da primeira parcela faltaram R$ 30. Quando os pais discutiam em casa com a filha sobre a falta de desempenho e sucesso, o irmão intrometido contou da oferta do rapaz que foi rejeitada pela moça. O pai ficou chateado, porque quem sabe ela teria nessas duas semanas pelo menos garantido mais uns dois ou três clientes.

No outro dia o irmão falou com o rapaz, e este apareceu na noite na casa da moça para falar com os pais. Mas ele não chegou sozinho e trouxe um amigo de uns vinte anos.

xo-004Quando o pai perguntou se a oferta dele estava ainda em pé, o outro rapaz disse, que poderiam até ver se não entrassem em um acordo que forneceriam para cada dia um cliente e dividiriam o que receberiam. Pensavam em cobrar 30 em vez de vinte, e dariam 10 para a moça ou, se preferirem, diretamente aos pais. Os pais falaram que a ideia original deles era para ganhar R$ 20 por dia, porque com o televisor novo e cinco crianças comendo e precisando de roupa não daria com menos.

O rapaz disse, que seria muito trabalho para eles, e que teriam um custo para ligar para homens interessados e mais e não poderiam ficar com menos do que R$ 20, até porque dividiriam entre si. Mas se os pais precisassem tanto de R$ 20, poderiam tentar dar dois clientes por dia e tudo se resolveria.

xo-010“Será que teria tanta demanda?” a mãe queria saber.

“Bom, pode ser que um dia não dá, mas então a gente tenta no outro dia três ou quatro. Teria problema ela chegar mais tarde em casa na noite?”

“Se alguém a acompanha em casa poderia ser. Mas ela deve continuar na escola. Quanto às tarefas em casa, a Viviane já tem onze anos, está na hora para ela assumir mais responsabilidade. A Nadia com onze anos já cuidava de tudo sozinha.”

“Então está fechado. Dois clientes por dia, na média.”

xo-007“Vocês podem garantir dois clientes? Temos medo que vocês agora prometem, e depois a gente fica na mão. Então seria melhor a gente ficar sem sua ajuda e receber pelo menos o dinheiro sem dividir com ninguém.”

“Bom, se vocês quiserem, poderíamos até dar uma garantia, mas para isso a gente precisaria de mais liberdade. Quero dizer, vai ser mais difícil para nós, mas se ganharmos mais direitos para promover a Nadia, seria certamente possível.”

“Como assim? Quais direitos?”

“Digamos que a gente paga vinte por dia, e fica a nosso critério como reganhamos a grana. Se tudo anda bem, ela faz cinco ou mais programas por dia, mas se um dia não anda nada, mesmo assim pagaremos.”

xo-006“Mas não queremos que a Nadia seja explorada sem limites.”

“Bom, vocês têm que saber o que vocês preferem. Se fica com um cliente por dia, vocês recebem R$ 10 por dia. São 300 por mês, sem fazer nada.”

“Como sem fazer nada. Ela come e dorme aqui em casa sem a gente cobrar. Tem gente que aluga um quarto a um rapaz ou moça solteiro e cobra 300.”

“Bom, se vocês acham pouco, considerem a nossa oferta.”

“Ela tem que ficar na escola. Podem ser ao máximo cinco programas por dia. E não pode voltar tão tarde em casa.”

xo-008“Cinco programas tá bom, mas tem que ser na média. Tem dias de chuvaradas, onde acontece nada. Quem sabe em outros dias ela consegue mais. Se ela vai depois da escola diretamente para a gente, teria a tarde toda. E às duas horas da manhã, ao máximo, estará pronta.”

“Como vai se levantar às seis horas, se volta só às duas. Tem que ser ao máximo até a meia-noite.”

“Deixa pensar. Ela vai depois da escola para a gente, faz três programas à tarde, e dois, se muito três, na noite. Acho que dá até a meia noite, se ela coopera de boa vontade. Ela vai cooperar?”

“Ela vai, com certeza, é menina boa, né, Nadia? – Se tiver algo para reclamar fala com a gente, vamos dar um duro nela. Não gostaria que vocês batam muito nela. Prefiro que avisem a gente.”

xo-009“Se a gente poda uma menina deste o início, não precisa bater muito nela. Algumas tapas, é claro, não faltam, mas uma surra pesada, isso só com menina desobediente, preguiçosa, rebelde ou se ela furta ou comete outra coisa mais grave. Não gosto de bater nas meninas, só faço quando é necessário.”

“Mas, se ela faz mesmo muito sucesso, a gente ganha algo a mais, né?”

“Olha, a gente pensava em R$ 20, se ela morasse em sua casa. Agora ficaria com a gente e o custo cairá por cima de nós. Ela precisa comer. Precisa de roupa bem curta e bonita para trabalhar. Precisa de camisinhas e outras coisas de putas. Isso é caro.”

xo-003“Puxa. Ela come pouco, e imagino que ela nem vai ter um quarto próprio.”

“Claro que não, ela vai dormir com um de nós, revezando. Tem que aprender dormir com homem, né. Sem mexer a noite toda e atrapalhar. Sempre bem boazinha.”

“Mas não teria como pelo menos 25 ou 30 por dia?”

“Se ela não fosse pra escola seria fácil. Mas quem sabe a gente consegue mesmo assim seis ou sete programas por dia. Tem também os sábados, domingos, feriados: dias em que ela pode fazer mais sucesso e trabalhar o dia inteiro. E por cada programa acima da média de cinco vocês receberão R$ 5. Por exemplo, se ela faz 50 programas por semana, mas a média exige só 35, vocês receberão quinze vezes R$ 5, então R$ 75 a mais.”

xo-019xo-027“Será que funciona? Cinqüenta é muito.”

“Deixem a menina com a gente, e dêem plenos poderes para educar e promovê-la, então vão funcionar. Prometemos. Ela é jovem, saudável e forte. A gente vai fazê-la trabalhar mesmo, só vai ter permissão de ir para a escola.”

“Trabalhar muito é sempre bom para uma menina. Na minha época as meninas trabalhavam o dia inteiro na roça.”

“Ela tem facebook e whatsup?”

“Você tem, Nadia?”

xo-037A menina, que ficou o tempo todo em silêncio, olhando para baixo, falou de sim.

“Ótimo. Mas nós vamos fazer ainda mais perfis em outros sites, com fotos bem gostosas de biquíni bem apertadinho. E você vai ganhar um blogue lindo com fotos bem sensuais. Quem sabe, a gente faz um vídeo e coloca em um dos sites adultos, tipo você se masturbando ou enfiando um brinquedo. Assim você vai ter o sucesso garantido. Homem é que não falta nessa terra. É só chamar atenção. Vocês capricharam, produzindo essa menina linda, devem agora colher os frutos.”

“É verdade. Caprichamos mesmo.”

“Então vamos levá-la logo, treinar com ela um pouco nesta noite.”

xo-025xu-001“Tá bom. Ouviu, Nádia? Vai logo fazer a sua trouxa. E seja uma menina boa e não faz a gente passar vergonha por sua causa. Obedece a eles, senão vou te dar pessoalmente uma surra dessas…”

“Pode deixar, ela vai obedecer. Surras fortes estragam a pele. Tem coisas bem mais fortes que fazem meninas obedientes e submissas que você não tem idéia. Elas vão-na fazer obedecer em tudo, mesmo se você mandasse que ela pule da Terceira Ponte.”

“Beleza. Mas como eu disse, qualquer coisa liga para a gente e passamos lá para falar bem claro com ela.”

“Vocês aceitam uma coisa, enquanto esperá-la?” perguntou a mãe. “Tem ainda jantar.”

“Aceitamos. Ainda nem jantamos. Então, Nádia, aproveite para tomar um banho e veste uma sainha bem curta. E sem calcinha.”

“Por quê?” opus-se a menina.

“Por quê, por quê” ironizou o irmão metido, imitando a voz dela. “Agora reclama mas para festas ela adorava sair sem calcinha.”

“Não importa por quê,” disse o pai. “Ela vai obedecer. É menina boa. Vai logo, menina, e não esqueça lavar os cabelos.”

xo-040xo-034“Você é depilada direitinho? Melhor passar um gilete. Tem que ficar sempre bem limpinha e lisa.”

Enquete: O que uma menina boa tem que fazer para ser melhor?

É muito fácil para uma menina ser considerada boa e gostosa: É só sair sem calcinha, engolir tudo e oferecer sempre também o cuzinho.

Uma moça bela e gostosa escreveu uma enquete para saber, o que a maioria da população espera de uma menina, que quer ser gostosa e boa. Ela explicou no cabeçalho da enquete: “Sou uma menina boa e tento sempre fazer a vontade dos homens para ser agradável e melhor nos olhos deles. O que, na sua opinião, devo fazer para ser considerada boa e gostosa?”

Fonte: orkut, enquete na comunidade “As safadas são as melhores” http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=44635264 , entre muitos outras enquetes pelo tema.

As respostas são surpreendentes, pelo menos em parte. A maioria respondeu que uma menina, que quer ser boa e gostosa assim, deve engolir tudo, oferecer sempre também o cuzinho e sair sem calcinha.

Outras dicas apoiadas por uma maioria são: Sentar sempre com as pernas bem abertas, vestir roupa de puta, não se defender se outros a encoxam e bolinam, adorar receber tapas na bunda nua, masturbar-se em frente de outros, não se recusar se outros querem transar com ela e não se defender se é levada pra ser estuprada.

Alguns acham que ela deve ser evangélica e bem submissa.

Só uma minoria exige que ela aceita virar prostituta, se o homem o exige dela. Outra opinião só de minoria é que ela deve andar bem vestida e só ficar nua para o seu parceiro.


Seguem-se todas as respostas da enquete citada em cima:

Sair sempre bem vestida,ficar nua só para o parceiro
25 votos.

Sair com roupa bem colada e curta
20 votos.

Deixar ver a calcinha
28 votos.

Sentar com as pernas bem abertas
33 votos.

Na praia e piscina ficar de fio dental minúsculo
28 votos.

Vestir roupa de puta
31 votos.

Sair sem calcinha
39 votos.

Colocar fotos bem safadas no internet
29 votos.

Trabalhar como prostituta,se o macho o exige
19 votos.

Não se defender se outros a encoxam e bolinam
30 votos.

Na academia usa roupa fina, senta c pernas abertas
22 votos.

Adorar receber tapas na bunda nua
35 votos.

Adorar masturbar-se em frente de outros
34 votos.

Engolir td e oferecer sempre tb o cuzinho
42 votos.

Não se recusar se outros querem transar c ela
31 votos.

Não se defende se é levada pra ser estuprada
32 votos.

Ser evangélica submissa e obedecer em td ao macho
25 votos.

Não reclamar se levar uma surra merecida
26 votos.

Outra opção (descreve no comentário)
23 votos.

Empregada evangélica nua-008Empregada evangélica nua-028Empregada evangélica-003Empregada nua-006Empregada nua-007

Uma empregada evangélica em casa economiza as saídas para puteiros.
Uma empregada evangélica em casa economiza as saídas para puteiros.